Ecos da Assembleia Geral'13

No passado dia 29 de junho'13, reuniu a Assembleia Geral da APEPCCA no Auditório do Museu D. Diogo de Sousa, em Braga. Obedecendo à ordem de trabalhos, foi aprovado por unanimidade o relatório de contas referente ao período de dezembro de 2011 a 31 de dezembro de 2012.

Em nota de balanço, o presidente da direção deu conta do trabalho desenvolvido, referindo sobretudo o papel hoje assumido pela APEPCCA no contexto nacional, fruto da importância do coletivo de professores das escolas com contrato de associação.

Referência especial para o facto dos professores das escolas com contrato de associação poderem hoje concorrer em primeira prioridade, bem como, se terem dados passos para que o financiamento às escolas com contrato de associação que, no presente ano letivo, está a ser feito de modo diferenciado, tendo como critério o tempo médio de serviço do corpo docente da escola.

No segundo momento, foram sublinhados alguns dos desafios com que a APEPCCA e os professores das escolas com contrato de associação estão hoje a ser confrontados e outros que surgirão num futuro relativamente próximo. Neste ponto, enfatiza-se de modo especial o facto dos professores terem sido recentemente confrontados com a denúncia do CCT apresentado pela AEEP.

As propostas de alteração, significativas e altamente lesivas, provocaram em todas as comunidades de docentes, perplexidade, por um lado, e evidente desconforto e repúdio, relativamente aos princípios e fundamentos que suportam a proposta, por outro.

Relativamente ao segundo ponto da ordem de trabalhos, após participação empenhada e diversificada, os associados, por unanimidade, consideraram pertinente e necessário vincular numa moção, fundamentada com princípios gerais e específicos, para contestar a nova proposta de CCT.

Esta moção, iniciada/construída na Assembleia Geral, continua em aberto, a fim de recolher preocupações e contributos de todos os associados. Com estes contributos, será enriquecida e servirá de base à contra proposta que a APEPCCA pretende apresentar e defender, junto das diversas entidades, no sentido de encontrar uma solução sensata que dignifique os docentes das escolas com contrato de associação.

Pode ler aqui o discurso do Presidente da Direção da APEPCCA

Moção

Comentar


Código de segurança
Actualizar